Take a fresh look at your lifestyle.

Dente do siso: extrair ou tratar?

0

Muitas pessoas apresentam dúvidas sobre a real necessidade — ou não — de realizar a extração do dente do siso. O último dente a aparecer na nossa arcada dentária, normalmente entre os 16 e 21 anos, podem causar grandes desconfortos para alguns, enquanto para outros não afeta nada.

O dente do siso faz parte do trio de molares que são os responsáveis pela fase final da mastigação. Antigamente, quando não se atentava tanto para os cuidados bucais, era normal perder o primeiro deles. Assim, o siso servia como um substituto.

Entretanto, como atualmente temos diversos produtos e técnicas avançadas, é raro que se perca algum desses dentes. O siso, assim, acaba ficando em desvantagem, pois o seu nascimento pode provocar outros problemas para a dentição, sendo uma maior justificativa para a sua extração.

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

Por essas dúvidas, é essencial que seja feito um acompanhamento através do dentista 24 horas, pois apenas dessa forma é possível saber, através de exames radiológicos, quais podem ser as consequências de se manter o dente.

Todos precisam extrair o dente?

Por mais improvável que pareça, algumas pessoas nem ao menos nascem com o germe do dente. Isso pode ser considerado sorte, pois muitas pessoas não possuem espaço o suficiente para a erupção de todos os dentes e é nesse momento que a cirurgia pode vir a ser necessária.

Em muitos casos, os sisos ficam dentro da gengiva e não irrompem. É importante que seja feita uma análise pelo dentista 24 horas, para certificar-se se a extração é necessária e quando é o melhor momento de realizá-la.

Muitas vezes, o dente pode nunca nascer. Isso, por si só, não traz problema algum. A questão é se, já durante a vida adulta, o dente irromper. O aconselhável é que, caso seja necessário fazer a extração, que ela seja feita até no máximo os 30 anos.

Isso porque após essa idade, a raiz do dente se calcifica e fica mais difícil retirá-lo, podendo inclusive lesionar os nervos da região.

Mais Sobre Este Assunto

Desse modo, a extração após determinada idade pode tornar-se mais dolorido, como também perigoso para o adulto. Por esse motivo, mesmo que o dente não desponte, o dentista 24 horas normalmente escolhe por retirar o dente, procedimento que pode ser realizado na própria clínica.

Muitas vezes, o tratamento é uma questão de prevenção, exatamente para que não haja a necessidade de que um dente desponte aos 40 anos em uma pessoa e que ela precise correr o risco de retirá-lo, por não ter espaço o suficiente em sua boca para todos os novos dentes.

Em alguns casos, pode ser determinado pelo dentista 24 horas que a extração dos sisos não será necessária, pois a mandíbula do indivíduo é grande o suficiente para que todos os dentes sejam abrigados. Dessa forma, é possível que os sisos nasçam sem causar maiores problemas, que seriam:

  • alterar o posicionamento dos outros dentes, entortando-os;
  • alterações na mordida;
  • dificuldade de escovação, podendo causar cárie.

Quando é indicada a extração dos sisos?

Normalmente quando há presença de dor, dificuldades na mordida ou desalinhamentos nesses dentes molares, o dentista faz a escolha de retirar os sisos. Apenas ele pode avaliar a real necessidade de extraí-los ou não.

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

Além disso, em muitos casos, por conta do difícil acesso para higienização, muitos sisos acabam ficando cariados e gerando uma série de infecções. Em casos como esses, também é indicada a extração, pois pode causar problemas maiores como a gengivite e a periodontite.

A cirurgia em si não costuma doer, uma vez que logo no começo, o dentista 24 horas aplica uma anestesia local no paciente, fazendo com que as fibras nervosas por onde passa a dor sejam bloqueadas. Isso ocorre como qualquer extração dental rotineira. Em média, a cirurgia de cada dente pode durar 30 minutos ou até mesmo menos.

O problema, em sua maioria, está no pós-operatório. Uma vez que o efeito da anestesia passa, todos os estímulos voltam de uma vez, fazendo com que o paciente sinta uma dor muito forte. Normalmente, o dentista em sua clínica receita um analgésico antes mesmo da cirurgia. Dessa forma, a pessoa já estará sob o efeito do remédio, sentindo poucas dores.

Ainda assim, é normal que haja um inchaço e que a pessoa sinta um pouco de dor, principalmente nos primeiros dias. Por esse motivo é importante tomar as medicações recomendadas pelo dentista e seguir todas as suas indicações.

Leave A Reply

Your email address will not be published.