Take a fresh look at your lifestyle.

Pressão no Ouvido: Como Descomprimi-lo em um Instante?

0

Diante de ambientes com grandes mudanças de altitude, pode ocorrer uma pressão no ouvido, ou como é tecnicamente chamado, o “barotrauma” de ouvido, ou seja, um problema que provoca incômodo conforme alterações na pressão.

O barotrauma é causado pela obstrução da trompa de Eustáquio, ou seja, a tuba auditiva, que restaura o equilíbrio do ouvido durante variações de pressão, como, por exemplo, quando mergulhamos, caminhamos em locais muito altos, descemos ou subimos de carro uma serra, viajamos de avião, ou até mesmo quando temos uma infecção de ouvido. Assim, há uma pressão no ouvido, que às vezes também pode acompanhar dor, entupimento e diminuição da audição.

No artigo de hoje, você saberá um pouco mais sobre o assunto a fim de entender melhor sobre quais as principais causas desse problema e muitos outros pontos interessantes. Tenha uma boa leitura!

Principais causas de pressão no ouvido

A principal causa responsável pelo barotrauma já conhecemos no início do artigo: quando o tubo que temos chamado de Eustáquio sofre uma espécie de bloqueio. Esse tubo tem a função de promover a restauração do equilíbrio na medida que ocorre mudanças que alteram a pressão e consequentemente, se o tubo fica bloqueado essa restauração não ocorre fazendo com que o indivíduo sofra com alguns sintomas de pressão no ouvido, como por exemplo.

Se fossemos escolher um lugar onde é mais comum sentir as sensações do barotrauma seria justamente no momento em que o avião sobe ou desce. Mas existem outros fatores que também abrem portas para a possibilidade da existência do barotrauma. Dentre os principais destacamos:

  • Mudança na altitude;
  • Durante o mergulho;
  • Durante a caminhada;
  • Dirigir pelas montanhas.

Sem dúvida nenhuma é bem mais frequente ocorrer um barotrauma durante um mergulho. A pressão que sentimos na terra e em baixa de água são bem distintas, onde a terrestre costuma ser bem maior. São os 14 pés iniciais do mergulho que oferecem maior chance de gerar lesões na região das orelhas de quem mergulha com frequência. Quando isso ocorre, os sintomas geralmente aparecem na hora da lesão ou depois do término do mergulho. É em vista disso que esse problema afeta muito mais aqueles que são mergulhadores, uma vez que a pressão de baixo d’água sofre mudanças drásticas e repentinas com bastante frequência.

Qual a relação de pressão no ouvido e a garganta

dicavida_press__o_no_ouvido

Muitas pessoas têm dúvidas sobre se os sintomas do barotrauma causa alguns reflexos sobre a região da garganta atingindo-a também de alguma forma. E isso se dá justamente por que o barotrauma ocorre devido um bloqueio em um tubo conhecido como tubo de Eustáquio e cada orelha tem um tubo desse tipo, que promove a ligação do seu meio com as regiões do nariz e da garganta.

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

Porém não se preocupe, a pressão no ouvido promove sintomas que atingem diretamente as regiões que constituem o nosso ouvido e nenhuma delas afeta diretamente a nossa garganta. O máximo que pode acontecer é algum distúrbio na garganta contribuir para que a pressão no ouvido se instale, uma vez que as regiões da garganta, do nariz e do ouvido são ligadas pelo tubo citado anteriormente. Um balão de ar, por exemplo, começa a ser preenchido com ar e ao observamos, a pressão fica mais concentrada no topo da bexiga, que é a parte superior dela. Digamos que o ouvido é a parte superior, seguida do nariz e na garganta. Quando um problema ocorre nas partes “inferiores” a pressão maior fica concentrada na parte superior, que é justamente a orelha.

Como a gripe pode causar pressão no ouvido?

A maioria das pessoas sentem a sensação de ouvido entupido quando estão gripadas. Mas existe uma justificativa para essa situação que você compreenderá nesse tópico. A gripe é causada por um vírus, cuja função básica é promover uma infecção que acaba atingindo a tuba de audição. Qualquer alteração pequena nessa tuba pode gerar problemas que atingem qualquer uma das partes que compõem o nosso ouvido.

É isso que ocorre. A infecção gerada pelo vírus da gripe acaba bloqueando a tuba e o processo de drenagem dos líquidos que ficam acumulados e que vêm do nariz que se encontra congestionado, acaba sendo bloqueado. É em vista disso que surge os sintomas de pressão no ouvido e a sensação de que ele está de alguma forma tampado. Isso é simplesmente o catarro que se acumulou. Geralmente não há com o que se preocupar, pois assim que a gripe desaparece, com ela vão embora todos esses sintomas, mas se isso não ocorrer o ideal é procurar um médico especialista, pois pode surgir problemas tais como a otite aguda.

Por que é comum sentir pressão no ouvido durante atividade física? 

A pressão no ouvido pode atingir também as pessoas que praticam exercícios físicos regularmente. No geral, elas tendem a ouvir estalos ou sentir a sensação de que o ouvido fica entupido no momento em que elas começam a treinar. Isso é totalmente normal e pode acontecer sim, sabe por que? Por que durante a realização dos exercícios ocorre a elevação da pressão na parte interna do nosso ouvido.

Para entendermos melhor visualize a seguinte situação: quando você contrai um músculo durante a realização de uma atividade física é natural que esse mesmo músculo tenha o seu volume aumentado, e dessa forma fica aparentemente maior não é verdade? É isso que ocorre mais ou menos quando promovemos a contração do nosso corpo durante os treinos, principalmente quando são mais intensos.

Ao fazermos tais exercícios, frequentemente esquecemos de respirar da forma certa e vez por outra, inconscientemente prendemos essa respiração por conta do esforço necessário para se fazer a atividade física. E o que acontece? Ao se contrair, o nosso corpo acaba permanecendo com o mesmo volume de ar inicial.

Como já podemos prever, esse contexto deixa bem nítido que o ar não sai, e se o ar não sai provoca dessa forma o aumento da pressão na região interna do ouvido e é por isso que quem faz atividade física pode sentir isso. Porém é importante frisar: o exercício físico é causa da pressão no ouvido se você sente os sintomas somente no momento em que começa a treinar. Se você sente em outras ocasiões, o seu problema com a pressão pode ser decorrente de outras causas distintas.

Por que é frequente sentir pressão no ouvido no avião? 

A sensação de pressão no ouvido é comumente sentida durante a subida e a descida do avião, sabe porquê? No momento em que o avião começa a ganhar altitude, como por exemplo, toda a pressão da atmosfera se reduz dentro de sua cabine, fazendo com que os gases presentes na parte do ouvido médio fiquem expandidos. A trompa de Eustáquio drena essa pressão aumentada para o ambiente.

No momento em que o avião perde altitude gradativamente (pertinho do instante em que ele irá aterrissar), o volume desses gases que mencionamos anteriormente acaba se contraindo e a trompa impede que o ar do ambiente ao redor consiga entrar no ouvido médio. Para que isso não ocorra é necessário que saibamos controlar e comandar o processo de abertura da trompa para que ela aceite a entrada do ar, não ao contrário, pois é esse bloqueio que acaba promovendo a pressão no ouvido.

Por que o ouvido fica tampado quando subimos a serra?

Quando subimos ou descemos uma serra, quando voamos no avião, ou até quando mergulhamos na piscina experienciamos a sensação de ouvido tapado. Você pensou em por quê e como isso acontece? Nosso sistema auditivo é complexo e exerce diversas funções, tais como igualar a pressão no ouvido médio à pressão atmosférica. Isso permite o livre movimento da membrana timpânica. É a trompa de Eustáquio, também, conhecida como Trompa Auditiva, responsável por manter a pressão do ar equilibrada entre os dois lados dessa membrana.

Como funciona a nossa audição?

A trompa abre e fecha sempre que engolimos algo ou, por exemplo, bocejamos. Essas ações mudariam o equilíbrio da pressão do organismo caso não houvesse a intervenção da Trompa de Eustáquio. A Trompa Auditiva possui a parte posterolateral óssea e o restante é cartilagíneo. É envolvida a uma mucosa que segue desde a cavidade timpânico à parte nasal da faringe.

Mudança de altitude

Mudança de pressão externo, se dá por diversos fatores. Um dos mais recorrente é quanto viajamos. A medida que subimos a serra, a pressão diminui. A medida que descemos, a pressão aumenta. Nessas duas circunstâncias, os mecanismos da Trompa Auditiva se fecha afim de manter a pressão interna equilibrada.

Como desbloquear quando os ouvidos ficarem tapados?

Toda vez que estiver com os ouvidos tapados, respire e expire segurando o nariz com a boca fechada. Mas não expire muito forte que pode até perfurar o tímpano.

Engolir saliva também é um boa solução porque ela ativa os músculos que abrem a trompa de eustáquio.  Mastigar chiclete é uma maneira de continuar engolindo a saliva. Bocejar também é muito bom. Ao invés de dormir, aguente mais um pouco para poder bocejar depois da mudança de pressão.

Mais Sobre Este Assunto

Pressão no Ouvido: Como Descomprimi-lo em um Instante?

Pressão de ouvido pode ser pressão alta

Quando o assunto é hipertensão, poucas sãos as pessoas que sabem que esse problema pode atingir a região do ouvido, podendo causar até a perda da audição e sabe por que? O nosso ouvido é constituído por inúmeras veias que são finas e extremamente frágeis. Na medida em que ocorre o aumento da pressão do sangue (hipertensão), essas veias podem se romper facilmente e provocar danos no órgão, o que justifica a perda gradativa da audição ao logo do tempo.

Quem já sofre com algum nível de perda de audição, por menor que seja, quando diagnosticado com hipertensão terá muito mais chances de sofrer agravo nesse contexto, perdendo ainda mais a capacidade de ouvir. E quem tem barotrauma também deve ficar em alerta. O problema surge das mudanças de pressão e quem sofre de pressão alta, por apresentar oscilações na pressão podem contribuir ainda mais para o agravo do barotrauma e tem muito mais chance de sentir os sintomas do mesmo.

Pressão no ouvido ao se deitar

Muitas pessoas relatam que quando se levantam ou se deitam com muita rapidez de repente acabam sentindo uma leve sensação de tontura e isso se dá na maioria dos casos, por que o corpo acaba sofrendo com uma baixa repentina da pressão e é aí que existe a possibilidade de sentir alguns sintomas referentes ao problema de pressão no ouvido. Portanto, não se assuste, que nem sempre a tontura irá retratar a existência de um problema grave e o barotrauma pode ser facilmente tratado e controlado, se o indivíduo seguir as recomendações médicas.

Dicas para descomprimir a pressão no ouvido:

Boceje, beba água ou engula a saliva                            

Ao forçar um bocejo fazemos com que os músculos que abrem a tuba auditiva se ativem, diminuindo a pressão do ar no ouvido e aliviando o congestionamento. Force o bocejo abrindo bem a boca e inclinando a cabeça para trás. Repita esse processo até ouvir os ouvidos destamparem ou conseguir ouvir as coisas com mais clareza.

Da mesma forma, beber água, engolir a seco ou a própria saliva também possibilita a abertura da trompa de Eustáquio. A água também ajuda a diluir qualquer muco que esteja presente no ouvido. Beba um copo grande de água, inclinando a cabeça para trás de maneira a abrir a tuba auditiva e dando grandes goles. Ou você pode engolir saliva várias vezes durante 1 minuto ou até ouvir o ouvido despressurizar. Assim, qualquer incômodo ou tamponamento ocorrido pela pressão no ouvido será aliviado.

Realize a “manobra de Valsalva”

O nome parece complexo, mas a Manobra de Valsalva nada mais é que tampar o nariz com os dedos enquanto se força o ar (com a boca fechada) pelo próprio nariz (como se fosse assoá-lo). Isso faz com que se force o ar em direção ao ouvido, levando à abertura da tuba auditiva.

O passo-a-passo desta manobra seria o seguinte: respire fundo e feche a boca; depois aperte o nariz com os dedos, deixando-o fechado; por fim, expire pelo nariz, mantendo-o ainda fechado com os dedos. Não faça com muita força para não machucar os tímpanos. Você ouvirá um estalo e a abertura da tuba auditiva, aliviando a congestão.

Salte, pule ou pise firme no chão

Saltar de um local baixo, pular ou pisar firme no chão é muito eficaz nos casos onde a tuba auditiva está entupida com líquidos, como, por exemplo, quando mergulhamos no mar ou na piscina, aliviando o congestionamento.

O processo funciona assim: fique em pé e incline a cabeça de forma que o ouvido pressionado esteja de frente para o chão; pise firme no chão com o pé que está do mesmo lado do ouvido entupido ou pule de um degrau baixo virado para o lado congestionado; por fim, incline a cabeça ou deite do lado congestionado para drenar o líquido.

Faça uma compressa quente

A compressa quente funciona como um tratamento natural, que desentope os ouvidos, principalmente quando se está com congestão nasal, gripes, alergias ou resfriados. O calor faz com que as trompas de Eustáquio se abram, liberando qualquer congestão que esteja bloqueando a passagem de ar.

Você deverá molhar um pano com água quente (não muito quente para não machucar a pele da orelha), tirar o excesso de água e colocar a compressa quente sobre a orelha congestionada por até 15 minutos. Depois vire a cabeça para o outro lado a fim do ouvido liberar a congestão. Lavar o ouvido afetado com água morna também ajuda a drenar o líquido.

Inale vapor

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

Se seu ouvido está fechado, principalmente por conta de um resfriado, inalar vapor é uma boa solução para diluir e liberar o líquido ou a cera que bloqueia a tuba auditiva. Você pode colocar água quente em um recipiente e inalar o vapor lentamente por alguns minutos até que o ouvido se abra ou tomar um banho quente e inalar o vapor liberado por 15 minutos, para diminuir a congestão, aliviar a pressão do ouvido e liberar a saída de fluídos.

Use goma de mascar

Mascar chicletes funciona muito bem para despressurizar os ouvidos, principalmente em casos de mudanças de altitude, como viajar de avião (quando ele decola ou aterra) ou de carro subindo ou descendo uma serra, por exemplo. Os movimentos de mastigação fazem as tubas auditivas se abrirem, o que por conseqüência alivia a pressão no ouvido.

Assim, quando for lidar com mudanças de altitude, previna-se mascando um chiclete a fim de impedir a pressurização do ouvido, ou chupe uma bala ou pastilha, que também equaliza a pressão assim como a goma de mascar.

Faça um gargarejo

Outra dica útil para desentupir os ouvidos é fazer um gargarejo com água salgada. Isso ajuda a despressurizar o local e aliviar qualquer congestão, até a nasal em caso de resfriados e gripes. Você pode misturar uma colher de chá de sal em um copo de 200 ml de água morna e fazer gargarejo com esta mistura por até 30 segundos. Cuspa a solução e repita isso várias vezes até aliviar a pressão nos ouvidos.

Deite-se de lado

Você já nadou alguma vez e durante a noite, ao dormir, sentiu o acúmulo de água sair pelo ouvido? Isso é realmente válido ao sentir congestionamento auditivo. Deite-se do lado em que está o ouvido afetado e permaneça assim por alguns minutos até o líquido sair naturalmente.

Você também pode mascar um chiclete ou chupar uma bala enquanto está deitado nesta posição, o que ajuda ainda mais a liberar o líquido e despressurizar o ouvido. Nunca bata na cabeça com força para tirar a água, pois pode causar um dano maior.

Aplique água oxigenada

Quando o ouvido está tampado por conta de um resfriado ou cera, é interessante aplicar água oxigenada para destampá-lo. Você deverá deitar de lado, deixando o ouvido afetado para cima e colocar em torno de 5 gotas de água oxigenada nele com ajuda de uma seringa. Aguarde alguns minutos e vire a cabeça para o outro lado, a fim de eliminar os fluídos ou a cera acumulada.

Assoe e lave as narinas regularmente

Os seios nasais estão diretamente ligados com o sistema auditivo. Então, diante de um resfriado ou gripe, por exemplo, se o nariz está congestionado, é possível que o ouvido esteja tampado. Dessa forma, assoar o nariz e lavá-lo alivia a pressão dos ouvidos também.

Você pode lavar as narinas utilizando um recipiente com água morna e uma colher de chá de sal, inclinando a cabeça e despejando esta solução em uma narina de cada vez, para eliminar o acúmulo de fluídos e diminuir o desconforto nos ouvidos. Ou quando for assoar o nariz, não faça com muita força para evitar danificar os tímpanos.

Persistindo os sintomas, e se por qualquer motivo as dicas acima não resolverem seu problema de pressão no ouvido, ou você tiver dúvidas em como realizá-las, procure ajuda profissional, pois só o médico é quem poderá receitar medicamentos e outras medidas necessárias, além de evitar prejuízos nesta área tão delicada dos ouvidos.

Leave A Reply

Your email address will not be published.