Take a fresh look at your lifestyle.

Refluxo Gastroesofágico

0

O Refluxo gastroesofágico, conhecido também pela sigla DRGE, é uma condição na qual os ácidos presentes dentro do estômago não seguem o fluxo normal e acabam voltando pelo esôfago (tubo que liga a boca ao estômago). Esse movimento irrita os tecidos que revestem o esôfago, causando os sintomas típicos do refluxo como azia e queimação, por exemplo.

Por que acontece o refluxo gastroesofágico?

dicavida_refluxo_cap_GJEPD

 

O refluxo gastroesofágico ocorre seguindo os processos indicados a seguir:

1- Quando nos alimentamos, a comida passa pela garganta, pelo esôfago e se aloja no estômago.

2- Assim que chega ao estômago, uma válvula presente entre o estômago e o esôfago, chamada de esfíncter esofágico inferior, imediatamente se fecha, impedindo que o alimento e os líquidos estomacais voltem pelo esôfago.

3- Se por algum motivo esta válvula não se fechar completamente, os alimentos ingeridos e até mesmo os ácidos estomacais utilizados na digestão dos alimentos, podem acabar voltando para o esôfago e, então ocorre, o que chamamos de refluxo gastroesofágico.

Quais são os fatores de risco?

Veja a seguir os fatores de risco que contribuem para que ocorra o refluxo gastroesofágico:

  • Obesidade.
  • Gravidez.
  • Tabagismo.
  • Asma.
  • Esclerodermia, entre outros.

Existem também alguns alimentos que habitualmente são responsáveis por ocasionar refluxo em algumas pessoas. Alimentos como:

  • Chocolates.
  • Pimentas.
  • Café.
  • Bebidas alcoólicas.
  • Frituras.

O refluxo geralmente ocorre quando a pessoa está deitada, pois em pé, a gravidade diminui a possibilidade do suco gástrico voltar pelo esôfago. A maior probabilidade de ocorrer o refluxo é quando uma pessoa ingere grandes quantidades de alimentos à noite e se deita logo em seguida. O ideal é esperar em média cerca de três horas após a última refeição para então se deitar para dormir.

Quais são os sintomas?

Essa doença não acomete apenas adultos, as crianças também podem sofrer com o problema e mais de 50% dos bebês podem apresentar refluxo durante os três primeiros meses de vida devido à imaturidade do trato gastrointestinal.

Os sintomas são diversos, como por exemplo:

  • Tosse seca.
  • Dor no peito.
  • Dificuldades para engolir.
  • Dor de garganta.
  • Azia.
  • Rouquidão.
  • Náuseas após as refeições.
Mais Sobre Este Assunto

Remédios e chás para a tosse

Também pode ocorrer da pessoa ter a sensação de que a comida ficou presa na garganta.

Existem tratamentos?

a) tratamento para bebês:

No caso de bebês, o pediatra deverá analisar e diferenciar o refluxo fisiológico normal da doença do reflexo gastroesofágico, sendo que neste último pode ocorrer irritabilidade e desconforto no bebê.

Se o refluxo for normal, algumas mudanças no hábito natural pode trazer melhorias, como colocá-lo para dormir de lado, adotar uma boa posição para amamentá-lo e fazê-lo arrotar sempre após as mamadas.

b) tratamento para adultos:

Em adultos a recomendação é de que, assim que os primeiros sintomas forem percebidos, a pessoa recorra a um médico especializado para que o quadro seja analisado e um diagnóstico preciso possa ser dado.

Além da descrição dos sintomas, o médico poderá solicitar alguns exames para a conclusão do diagnóstico.

O tratamento geralmente é feito com alguns antiácidos que aliviarão os sintomas e medicamentos para reduzir a produção de ácidos estomacais.

É importante lembrar que somente um médico poderá dizer qual o melhor medicamento para cada caso da doença.

c) Veja 5 posições para tratar o refluxo com YOGA

 

Como prevenir? 

Para a prevenção e impedir o agravamento da doença, algumas atitudes no dia a dia podem fazer a diferença, como:

  • Dormir com a cabeça um pouco mais elevada em relação ao corpo.
  • Ingerir porções menores de alimentos durante as refeições.
  • Não deitar-se imediatamente após a refeição.
  • Diminuir o estresse.
  • Beber bastante água.
  • Ter uma alimentação saudável e balanceada.

É importante evitar alimentos e bebidas que contribuam para azia e queimação como:

  • Bebidas gasosas.
  • Álcool.
  • Sucos cítricos.
  • Cafeína.
  • Alimentos picantes.
  • Menta e molhos de tomate.

Veja também este vídeo sobre o refluxo gastroesofágico (6:30):

Leave A Reply

Your email address will not be published.