Take a fresh look at your lifestyle.

Saiba Tudo Sobre a Tuberculose

0

A tuberculose é uma doença infecto-contagiosa transmitida por bactéria conhecida como Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de koch, que afeta os pulmões, mas também pode contaminar outros órgãos do corpo, como ossos, rins e meninges.

É estimado que em torno de 30% da população do mundo se encontre infectado, mesmo que nem todos sigam a desenvolver a enfermidade. Em torno de 70 mil novos casos de tuberculose tiveram diagnóstico no país no ano de 2012, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Como é transmitida a Tuberculose?

Na realidade, os indivíduos têm comportamento como reservatório do bacilo, portanto, têm convivência com o mesmo já que não são capazes de eliminá-lo ou destrui-lo, e quando reativado o foco, se tornarão infectantes.

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

A primoinfecção acontece na situação do indivíduo entrar em contato com bacilo de modo inédito. A proximidade com indivíduos infectados e os ambientes fechados e com pouca ventilação contribuem para contágio.

O bacilo de Koch tem transmissão em gotículas dispensadas por respiração, através de espirros e tosse. Para que primoinfecão aconteça, é preciso que ele alcance alvéolos. Se não atingir pulmões, não ocorre nada.

Dos alvéolos, no entanto, há possibilidade de adentrar a corrente sanguínea linfática e atingir gânglios, linfonodos, órgãos de defesa. A enfermidade faz evolução na situação do indivíduo não conseguir bloquear o bacilo que tem divisão, rompe a célula em que se encontra fagocitado e gera reação inflamatória bastante intensa em muitos tecidos ao redor.

O pulmão tem reação a tal inflamação com produção de muco e aparece a tosse produtiva. Como o bacilo é responsável pela destruição da estrutura alveolar, são formadas cavernas em tecido pulmonar e vasos sanguíneos têm possibilidade de rompimento.

Assim, em tuberculose pulmonar, é frequente notar tosse com liberação do catarro, muco e sangue. Além de pulmões, a enfermidade pode atingir órgãos, sendo exemplo ossos, meninges, rins.

Quais são os sintomas?

  • A tosse durante período superior a 2 semanas
  • Sudorese
  • Cansaço
  • Febre
  • Produção do catarro
  • Dor no peito
  • Falta de apetite
  • Perda de peso
  • Em situações mais avançadas, pode surgir escarro com sangue.

Os indivíduos com tais sintomas relacionados ou de modo isolado devem buscar Posto de Saúde o mais veloz, já que o tratamento não tem custo e deve ser começado de forma imediata.

Como diagnosticar?

raio x do pulmao com tuberculose dicavida
  • Radiografia de pulmão
  • Análise de catarro.
  • Teste de Mantoux, que tem consistência em aplicar tuberculina, com extração da própria bactéria, abaixo da pele, broncoscopia e biópsia pulmonar.

Quais são os tratamentos da Tuberculose?

O tratamento é realizado usando 3 drogas diversas, pirazinamida, isoniazida e a rifamicina. Por 2 meses, o paciente ingere os 3 medicamentos, e do terceiro mês, ingere apenas isoniazida e rifamicina.

O bacilo da doença tem crescimento no exterior e interior da célula de defesa. Na situação de estar fora, não apenas se multiplica bem veloz como adquire resistência bastante depressa. Para que seu crescimento seja impedido e, também a divisão no exterior da célula, os 3 medicamentos são necessários e o período mais prolongado para tratar.

Notícia Diárias Para Quem Não Tem Tempo

No interior da célula de defesa, o mesmo tem crescimento de modo mais lento e a recomendação é utilização da droga que tem penetração na célula, para bloqueio do desenvolvimento da bactéria em interior. Assim, os remédios devem ser ingeridos durante 6 meses. Já ocorreu tentativa de diminuir para 4 meses, porém a taxa de recidiva foi bastante grande.

É essencial seguir com rigor o tratamento. A tentativa que já ocorreu e com resultados interessantes, para facilitação de adesão dos pacientes, foi prescrição de doses superiores para serem ingeridas somente 2 dias semanalmente.

Recomendações especiais para os pacientes

  • É indicado não suspender utilização da medicação anteriormente ao prazo previsto. Se o indivíduo começar a ingerir remédios e cessar no meio da trajetória, certamente selecionará colônia de bactérias resistentes para remédios e haverá maior dificuldade para a cura.
  • É importante salientar que desnutrição, alcoolismo, utilização de drogas ilícitas, e da medicação imunossupressora deixam maior o risco de contração da enfermidade.
  • As pessoas próximas e da família em relação aos infectados devem ter determinados cuidados básicos como maneira de ficar longe do risco de contágio em fase de início da tuberculose.
  • Os portadores de vírus HIV e de enfermidades, sendo exemplo diabetes, podem ter desenvolvimento de maneiras graves da tuberculose. Assim, é dever manter-se em observação médica constante.
  • Levar o filho para tomar vacina BCG contra a enfermidade. Se não foi vacinado, com 5 anos de idade, deve realizar o teste de Mantoux, ou PPD. Se não apresentar reação, deve ter vacinação em qualquer idade.
  • Em relação à prevenção da tuberculose, não existem muitas maneiras para prevenção da doença. Porém, é fundamental manter hábitos saudáveis, sendo exemplo a alimentação saudável, pois a baixa imunidade também contribui para desenvolvimento da tuberculose.
  • Esta enfermidade é um problema de saúde pública no país. E é bastante difícil prever o contato com indivíduos doentes. Assim, é essencial que o sistema imunológico seja mantido no funcionamento pleno.

Veja esta reportagem sobre a tuberculose (3:17):

Fontes:

https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/tuberculosis/symptoms-causes/syc-20351250

Leave A Reply

Your email address will not be published.